14 Extensões Google Chrome para trabalhar com mídias sociais

Extensões Google Chrome aceleram seu trabalho

Neste artigo, você encontrará 14 extensões Google Chrome que irão facilitar suas tarefas de marketing digital nas mídias sociais. Continue lendo “14 Extensões Google Chrome para trabalhar com mídias sociais”

7 plugins para gerenciar anúncios em blog WordPress

Os 7 melhores plugins para administrar os anúncios no WordPress.

Plugins gerenciadores de anúncios otimizam e melhoram seus ganhos com publicidade.

Muitos empreendedores digitais que possuem blogs ou sites WordPress precisam de anunciantes para rentabilizar seus negócios online.

Existem várias plataformas como o Google Adsense, entre outras, que você pode se afiliar para publicar os anúncios e com isso receber uma remuneração por eles.

Por que você deve usar plugins de gerenciamento de Ads?

Muitos sites e blogs dependem da divulgação desses anúncios para rentabilizar seus conteúdos.

O WordPress ainda não tem um sistema amigável de gerenciamento de anúncios que inclui as diferentes necessidades dos usuários.

A maioria dos temas WordPress não possue uma boa administração de espaços adequados para a exibição de publicidade.

Isso, significa que muitas vezes você vai precisar editar alguns arquivos do seu tema: como o index.php, header.php, footer.php, sidebar.php, para inserir um código de anúncio em seu site.

Um plugin apropriado para gerenciar anúncios no WordPress permite que você insira de maneira mais simples os códigos dos seus anúncios em qualquer local do blog ou website.

Esses plugins são verdadeiros canivetes suíços. Eles ajudam na otimização e no posicionamento de seus anúncios publicitários.

Dessa forma, você vai ficar sabendo, quais são os melhores posicionamentos para os anúncios dentro do seu website e dessa maneira conseguir maximizar seus ganhos.

Conheça agora os principais plugins de gerenciamento de anúncios para blogs WordPress.

1 – AdSanity

Plugins: AdSanity

O AdSanity é um plugin de gerenciamento de anúncios indicado também para iniciantes.

Permite que você coloque anúncios em qualquer espaço do seu site, pode ser num widget da sidebar ou dentro do post através do botão de inserção de anúncios que você vai encontrar na barra do editor visual.

Ele oferece suporte aos anúncios gerenciados e vendidos diretamente por você, bem como as publicidades oriundas das plataformas, como o Google Adsense entre outras.

O AdSanity possui inúmeros recursos importantes, como agendamento de anúncios ou grupos de anúncios, a inserção de anúncios ou grupos de anúncios específicos.

Monitora ainda as exibições e cria um relatório das estatísticas dos anúncios publicados.

Você pode elaborar quantos anúncios quiser e adicioná-los facilmente usando widgets ou shortcodes.

Por intermédio do botão do plugin que fica no painel de edição, você pode inserir blocos de anúncios em qualquer página ou post individualmente, se assim você desejar.

2 – AdRotate

Plugins: AdRotate

O AdRotate é um plugin poderoso, próprio para iniciantes e usuários avançados. Você encontra esse plugin praticamente em todas as listas dos melhores plugins para essa importante função.

Ele oferece suporte a anúncios publicados no site provenientes de outras hospedagens e gerenciados por você e também administra anúncios de plataformas afiliadas ao seu website.

O AdRotate facilita a criação de anúncios ou grupos de anúncios, possibilitando a publicação dentro de suas postagens através de shortcodes.

Você também pode divulgar anúncios nas barras laterais (sidebar), personalizando widgets.

Este plugin disponibiliza estatísticas básicas que monitoram as impressões dos anúncios. Isso é muito útil para quem vende espaços publicitários diretamente para o seu site.

O AdRotate é um plugin gratuito, que funciona muito bem para a maioria dos blogs e pequenos sites.

Para quem precisa de recursos mais avançados existe a versão Pro. Ela permite agendamentos, segmentação geográfica, Adblock Disguise (função que possibilita ocultar alguns anúncios dos Adblockers), anúncios para dispositivos móveis, gestão de mídia, gerenciamento de ativos e muito mais.

3 – OIO Publisher

Plugins: OIO Publisher

OIO Publisher é um gerenciador de anúncios que permite maximizar sua receita, economiza seu tempo e permite o total controle dos seus espaços publicitários.

Esse script pode ser usado como um plugin WordPress. Uma única licença dá direito de uso para todos os seus sites.

Funciona perfeitamente em blogs e sites em crescimento que desejam vender anúncios publicitários diretamente aos anunciantes, eliminando os intermediários.

Ele gerencia relatórios, pagamentos e faz o rastreamento de suas publicações.

Você pode criar espaços publicitários para seus anúncios com diferentes tamanhos e tipos .

Você pode escolher quantos anúncios deseja exibir em cada parte do seu site, seleciona um preço, faz rodízio de anúncios se assim desejar, segmentação e muito mais.

O plugin OIO Publisher vem com widget personalizado facilitando a exibição de anúncios na sidebar ou onde houver widgets.

OIO faz o gerenciamento também da publicidade de terceiros, como os da plataforma do Google Adsense, simultaneamente com seus anúncios.

No entanto, para alguns temas WordPress será necessário editar algum arquivo para inserir o código do anúncio no espaço desejado.

4 – Insert Post Ads

Plugins: Insert Post Ads

Você precisa de um plugin que o ajude a inserir automaticamente anúncios em suas postagens?

Faça um teste com Insert Post Ads. Ele viabiliza a exibição automática de anúncios dentro do conteúdo do seu post.

Com este plugin você cria anúncios diferentes e de qualquer tamanho e, em seguida, escolhe em qual parágrafo do seu texto deseja inserir o anúncio.

Você também pode exibir vários anúncios no mesmo artigo, por exemplo, publicar anúncios no final de cada parágrafo do seu post.

O Insert Post Ads é muito simples de usar. É só criar o anúncio e o código e, em seguida, colocar no parágrafo desejado. Você pode exibi-lo no primeiro parágrafo,  no segundo ou em todos eles.

Também podemos adicionar o código do anúncio de terceiros, bem como o html personalizado dos anúncios que estão em outras hospedagens.

5 – DoubleClick by Google

Plugins: DoubleClick by Google

O DoubleClick for Publishers oferece suporte para anúncios móveis, nativos e de vídeo, além de possibilitar acesso a uma ampla variedade de anunciantes.

Nessa plataforma você pode gerenciar todas as suas vendas diretas e programar facilmente a divulgação dos anúncios.

E para agilizar o trabalho, você conta ainda, com os relatórios do aplicativo, um verdadeiro inventário sobre a performance de todos seus anúncios.

Por ser desenvolvido pelo Google, o DoubleClick leva vantagem sobre as outras plataformas em termos de confiabilidade e rentabilidade.

Também permite vender seus anúncios e concorrer para os mesmos spots publicitários do Adsense ou de outras redes de publicidade de terceiros.

O DoubleClick escolherá automaticamente o melhor anúncio para você.

O DoubleClick possui excelentes ferramentas de relatórios que permitem medir o desempenho dos anúncios com mais precisão do que outras.

Apesar de sua eficiência, para o iniciante ainda é um pouco complicado.

6 – Ad Inserter

Plugins: Ad Insert

O plugin Ad Inserter está disponível nas versões gratuitas e pagas.

A versão free é eficiente para você usar como ferramenta principal de gerenciamento de anúncios, mas se você sentir necessidade de recursos mais avançados, pode atualizar para versão paga.

Ele permite a criação de vários blocos de anúncios e viabiliza a inserção automática de cada bloco.

Há várias opções para inserir seu anúncio. Você pode posicioná-lo dentro do conteúdo do post, no início ou no final do post, entre as postagens dependendo do seu tema, antes ou depois de algum parágrafo da sua publicação e etc..

Você pode, se preferir, desativar individualmente cada inserção automática de anúncios nos seus posts e páginas, na home, nas categorias e no arquivo.

O plugin permite o gerenciamento de todos os tipos de publicidade que você queira inserir no site.

7 – Quick Adsense

Plugins: Quick Adsense

O Quick Adsense, além de gratuito, é o mais popular de todos os plugins para gerenciar anúncios no WordPress.

Apesar do sobrenome Adsense, o plugin pode ser usado para exibir qualquer tipo de anúncios, incluindo anúncios hospedados em outros lugares, redes de anúncios de terceiros que são administrados por outras plataformas semelhantes ao Google Adsense.

Ele vem com um painel de administração de fácil configuração que permite você gerenciar seus códigos de anúncio e selecionar o local e como você deseja divulgá-los.

O plugin pode exibir anúncios automaticamente antes ou depois, dentro do conteúdo do post, após algum parágrafo e etc..

Existem widgets personalizados para exibir anúncios nas barras laterais e em outras áreas onde se encontram widgets presentes.

Nós, aqui, usamos o Quick Adsense, menos para o gerenciamento dos anúncios no widgets.

Preferimos inserir o código do anúncio direto na sidebar sem o uso do plugin. Consideramos essa solução mais adequada para a inserção dos anúncios.

Esse plugin não possui muitos recursos avançados, recursos esses que já fazem parte de outros plugins desta lista.

Outra limitação é que você só pode salvar até 10 códigos de anúncios por vez, porém achamos que ele atende perfeitamente e com eficiência a maioria dos usuários.

Conclusão

A lista de plugins de gerenciamento de anúncios é bastante ampla e se você não gostar de nenhum deles, com certeza, através de uma pequena pesquisa no Google, encontrará dezenas deles que vão atender a todas suas exigências.

Muitos empreendedores digitais que possuem blogs ou sites WordPress precisam de anunciantes para rentabilizar seus negócios online.

Existem várias plataformas como o Google Adsense, entre outras, onde os donos dos blogs podem se afiliar para  publicar os anúncios ofertados por essas plataformas de publicidade e com isso receber uma remuneração pela exibição dos mesmos.

Atualmente 80% do tráfego na internet é feito através de dispositivos móveis, fique sempre atualizado com as regras dessas plataformas, principalmente quando o assunto for sobre Google Mobile.

 

Como o Robots.txt ajuda os proprietários de sites?

O que é Robots.txt?

Robots.txt é um arquivo de texto que permite que um site forneça instruções para os bots ou robots de rastreamento dos mecanismos de pesquisa da Web, como o Google, Bing ou Yahoo, acessem ou não determinadas páginas ou pastas de um website.

Os motores de buscas usam para essa tarefa de pesquisa rastreadores, às vezes chamados de robôs, bots ou “crawlers”, para arquivar e classificar hierarquicamente as páginas de um site.

Os bots/robôs usados pelos motores de buscas estão configurados para procurar um arquivo Robots.txt no servidor antes de ler qualquer outro arquivo de um site.

Os bots fazem o rastreamento dos arquivos de um site para saber se o proprietário do mesmo deixou alguma instrução especial no arquivo Robots.txt.

O arquivo Robots.txt contém um conjunto de instruções que solicitam aos bots (robots) para ignorar arquivos ou diretórios específicos determinados pelo dono do site.

Isso pode ser para fins de privacidade ou porque o controlador do site acredita que o conteúdo desses arquivos e diretórios é irrelevante para a classificação do site nos mecanismos de pesquisa/busca.

Se um site tiver mais de um subdomínio, cada subdomínio deve ter seu próprio arquivo robots.txt.

É importante notar que nem todos os bots irão “honrar” um arquivo Robots.txt.

Alguns bots maliciosos até lerão o arquivo Robots.txt para encontrar quais arquivos e diretórios devem primeiro verificar.

Além disso, mesmo que um arquivo robots.txt instrua os bots a ignorar páginas específicas no site, essas páginas ainda podem aparecer nos resultados de busca, já que estão vinculados à outras páginas que são rastreadas.

Exemplo de um Robots.txt

Imagem de um arquivo.txt

Atenção: Atualização SSL

Em outubro ocorreu a atualização do Google Chrome e os sites sem Certificados SSL serão exibidos como não seguros para os visitantes.

Se você não tiver o seu SSL instalado, providencie sua instalação, assim que possível.

Leia também: Porque usar o Google AMP no seu site WordPress

Porque usar o Google AMP no seu site WordPress

Google AMP acelerando suas páginas em dispositivos móveis.

Em outubro de 2015, o  Google lançou um projeto chamado Google AMP, que é a forma abreviada para Accelerated Mobile Pages – carregamento rápido de páginas móveis.

Com este projeto, o Google tem como objetivo melhorar a velocidade – (carregamento de conteúdo) – da navegação móvel em Smartphones oferecendo uma experiência positiva para os usuários de internet móvel.

Se você, como eu, frequenta fóruns de SEO (otimização para mecanismos de busca) e blogs de marketing na internet, são grandes as possibilidades de já ter ouvido falar sobre o AMP.

Será que você já aplicou o AMP em seu site?

Muitas pessoas ainda estão confusas com o termo. Elas não têm ideia clara sobre o que o AMP faz, por que é importante e como implementá-lo em um site WordPress.

O Google AMP é um projeto de código aberto (open source), que serve para carregar com melhor desempenho as páginas da Web e os anúncios publicados.

Esse artigo é destinado para esclarecer tais dúvidas. Aqui você poderá ter uma ideia melhor sobre o AMP e como usá-lo em seu site WordPress.

 

O que é o AMP?

Google AMP acceleration

Como eu disse na introdução, o projeto AMP visa garantir a velocidade de carregamento mais rápida possível durante a navegação em dispositivos móveis.

Hoje em dia, a maioria das pessoas acessa a internet a partir de seus Smartphones.

Porém, o que chama bastante atenção é que um número significativo de pessoas está usando conexões lentas de internet. Portanto, as páginas originais levam muito tempo para carregar em seus dispositivos.

O Google AMP agiliza o carregamento das páginas Web acessadas pelos usuários durante a navegação realizada através de um Smartphone ou Tablet.

No entanto, o AMP mantém o conteúdo principal. Isso significa que tanto a versão original como a versão AMP de uma página oferecerão a mesma informação.

O que vai ficar diferente na apresentação das páginas são: o estilo de conteúdo, a localização da barra lateral, apresentação de mídia e, obviamente, a velocidade de carregamento.

O AMP possui uma estrutura leve chamada AMP HTML. No entanto, você não terá que se preocupar com esse framework, afinal existem plugins que fazem todo o trabalho necessário para os sites que usam o WordPress.

Continue lendo, abaixo vou demonstrar como usar o AMP em um minuto. Antes porém, vamos descobrir por que você precisa usar o AMP.

Por que o Google AMP é importante?

O Google vai dar cada vez mais importância às páginas AMP nos resultados de busca na pesquisa móvel. E essa é a razão principal para você usar o AMP em seu site.

Já era verdadeiro o fato de que o Google estava promovendo as páginas otimizadas para dispositivos móveis em uma posição superior para os visitantes móveis. E agora, com o projeto AMP, tornou-se mais importante do que nunca para o seu website.

benchmarks speed Google AMP

Uma velocidade maior no carregamento das páginas terá um impacto positivo na sua taxa de conversão e na experiência geral do seu usuário no site.

Isso fica bem evidente em uma publicação do próprio Google. De acordo com essa publicação, as páginas médias de aterragem móvel levam 22 segundos para carregar, enquanto 53% dos visitantes móveis deixarão de acessar uma página se ela demorar mais de 3 segundos para ser carregada.

Usar o Google AMP pode ajudá-lo a lidar com esse problema de forma eficiente. E para o negócio ficar melhor ainda, você receberá cache grátis do Google.

O cache do AMP é um CDN desenvolvido profissionalmente que organiza continuamente as páginas AMP e as armazena em cache para melhorar o desempenho móvel do site.

Graças ao sistema de validação integrado, você pode ter certeza de que as páginas serão sempre carregadas perfeitamente.

Como se parecem as páginas AMP?

Neste ponto, você já consegue ter uma boa ideia do quanto o AMP é importante. Mas você sabe como as páginas AMP se parecem?

Se você usa dispositivo móvel para pesquisar na internet, talvez tenha notado um pequeno ícone de um flash ao lado da palavra AMP que aparece nos resultados da pesquisa. Estas são as páginas AMP.

Caso ainda, não tenha notado as páginas da AMP, faça uma pesquisa no Google, usando uma palavra qualquer, no seu dispositivo móvel, ou pesquise utilizando a palavra Google AMP. A página resultante incluirá várias páginas AMP como as seguintes:

pesquisa google amp

Como usar o AMP no WordPress?

Existem duas maneiras de usar o AMP em um site do WordPress

  • Instalando o plugin AMP
  • Instalando outros plugins que possuem mais opções de configurações.

O primeiro passo é instalar e ativar o plugin AMP criado pela Automattic.

Usar o plugin é muito simples. É só instalar. Você não terá que fazer mais nada. Depois de ativar o plugin, ele criará automaticamente as versões AMP de suas postagens.

plugin-amp-wordpress

Você pode verificar as versões AMP de suas postagens adicionando ” / amp ” após a URL da publicação. Deixe-me dar um exemplo, esta seria a URL de um post ou página do seu site:

http://www.yoursite.com/be-positive/

A URL da versão Google AMP desta publicação ficaria assim:

http://www.yoursite.com/be-positive/amp/

E se você ainda estiver usando a estrutura de permalinks simples, pode encontrar a URL AMP adicionando “? Amp = 1” após a URL. Isso significa que a URL da versão AMP seria assim:

http://www.yoursite.com/?p=123?amp=1

Esse foi um primeiro passo. Agora, vamos dar uma olhada nos outros plugins gerenciadores de páginas AMP.

Gerenciando o AMP com Plugins

Agora que você instalou o plugin AMP, você está pronto para usar outros plugins que vão gerenciar outras opções para suas páginas AMP.

Existem vários plugins disponíveis para esse fim. Vou apresentar os 3 melhores para AMP

1 – Glue for Yoast SEO & AMP

glue for yoast seo amp

Desenvolvido pela Equipe da Yoast, este plugin integra o AMP com o popular plug-in Yoast SEO.

Depois de instalar e ativar o plugin em seu site WordPress, você encontrará as opções de configurações do plugin na página SEO -> AMP.

Yoast-SEO-AMP-addon1

 As opções de configurações são divididas em três seções.

1 – A seção “Tipos de posts” permite que você controle quais tipos de postagem devem ter suporte AMP. Enquanto os posts originais são ativados por padrão, você também pode ativar postagens personalizadas.

2 – A seção “Design” permite que você defina uma imagem padrão exibida e as cores de vários elementos, como o título, o texto, as informações da meta, o texto do link, o link e as cores de bloqueio.

Você também encontrará campos separados para fornecer CSS personalizado e adicionar código personalizado ao cabeçalho.

3 – A seção “Analítica” inclui um único campo que permite adicionar o código de acompanhamento do Google Analytics .

2 – Custom AMP

Custom Amp -AMP project

Custom AMP é um complemento que oferece recursos adicionais para o original plugin AMP. O plugin criará um novo item de menu “Painel AMP personalizado”, onde você encontrará as opções disponíveis.

Existem campos disponíveis para carregar o logo do AMP e do logo dos metadados para os internautas móveis.

Você pode executar algumas configurações como: adicionar imagens destacadas, exibir comentários, mostrar postagens relacionadas, etc.

painel-custom-amp - Google

Custom AMP também permite que você mostre uma largura de conteúdo personalizada para suas páginas AMP.

Graças ao recurso de seleção de menu, você pode escolher qual menu deve ser exibido nas páginas AMP.

Existe um campo dedicado para fornecer o código do Google Analytics.

Por último, mas não menos importante, o plugin também facilita a aplicação de CSS personalizado e permite que adicione código HTML personalizado ao rodapé.

3 – Facebook Instant Articles & Google AMP

facebook-instant-articles-google-amp

O plugin PageFrog funciona independente do plugin AMP. E, como você pode adivinhar a partir do título, o plugin suporta os formatos Google AMP e Facebook Instant Articles.

Para usar o plugin, você deve habilitar o formato desejado da página.

Vai em Formatos Móveis -> Configuração .

Você encontrará as opções de configuração na página “Configurações”. Você pode optar por habilitar o AMP para todas as postagens existentes e para os futuros posts.

O plugin também permite que você mostre a imagem em destaque nas páginas AMP.

A página “Styling” inclui todas as opções de personalização.

Você pode fazer o upload de um logotipo personalizado e selecionar as fontes para título, cabeçalho do artigo, corpo, citações e rodapé.

Também é possível escolher a cor para todas as fontes.

Depois de fazer todas as alterações, clique no botão “Salvar Configurações”.

A seção “Pré-visualizar” à direita mostrará uma visualização ao vivo das mudanças.

Esse recurso de pré-visualização é bastante útil. Você pode usar esse recurso para verificar como suas postagens serão vistas com o AMP e Instant Articles.

O painel de visualização estará disponível na barra lateral direita do editor de postagens.

O plugin PageFrog também permite que você mostre anúncios do AdSense e ative o Google Analytics ou outros tipos de análises nas páginas do AMP.

Conclusão

De acordo com a tendência atual, pode-se dizer que o futuro é móvel. Isso significa que os proprietários de sites precisam se concentrar mais em tornar seus sites tão amigáveis ​​quanto possível para dispositivos móveis. Habilitar a AMP poderia ser um grande passo em direção a esse objetivo.

Agora que você leu esse tutorial sobre como configurar o AMP em seu site WordPress, você está pronto para agir.

Instale os plugins AMP necessários, configure-os e aproveite a nova velocidade de carregamento do seu site em dispositivos móveis.

Nota:

O site Search Engine Land descobriu que o Google AMP após testes, mostrará nas pesquisas instantâneas móveis, destacado com a cor azul, o símbolo do raio e a palavra “instant”. Como na imagem abaixo.

Google-AMP-Label-Azul

Como criar e escolher o texto âncora

O que é texto âncora e como criar?

O texto âncora são palavras-chave – hyperlinks – que levam o visitante do nosso site para outras páginas de destino. Para o nosso próprio site ou para outra página da internet.

Esses links geralmente são palavras ou frases (palavras de cauda longa) que aparecem no conteúdo com uma cor diferente do resto do texto e que são clicáveis.

A habilidade mais importante que você pode ter quando se trata de selecionar um texto âncora para a SEO do seu artigo ou do seu site é a sua capacidade para encontrar as palavras-chave que você considera ideal para alcançar um posicionamento melhor no Google.

E a melhor maneira para encontrar as palavras-chave é fazendo pesquisas na ferramenta do Google Adwords – “Planejador de Palavras-Chave”.

Existem outras ferramentas de pesquisas, mas todas tem como base a ferramenta do Google.

Como criar: homem arrastando uma âncora

Fazer a distribuição do texto âncora corretamente pode ser uma grande ajuda na SERP – Search Engine Results Page ou em portugês página de resultados de uma busca.

Se você realizar esse processo dentro de uma lógica vai ter uma grande chance de levar o seu site para a primeira página do Google, dependendo do seu nicho.

Você vai ter a vantagem de fazer isso com menos links que seus concorrentes. Porém se fizer de maneira errada, pode correr o risco de ser penalizado pelo Pinguim.

Tudo tem que parecer bem natural aos olhos do Google.

Todo mundo quando está começando pergunta: Que texto âncora devo usar?

Gostaria de ser capaz de responder sobre isso para todos com uma resposta exata.

Entretanto em SEO as respostas mudam rapidamente, exigindo estudos sistemáticos.

Na internet dependemos de vários fatores e serviços que não estão sob o nosso controle, infelizmente dependemos de terceiros.

O que um dia era de um jeito, na semana seguinte pode estar diferente. Compartilhar conhecimento com pessoas que possuem o mesmo interesse é muito importante.

Para selecionar um texto âncora corretamente precisamos fazer uma boa análise e possuir alguma prática.

Esta é uma habilidade que você precisa criar para si mesmo, não dá para depender dos outros.

Mas, uma vez que você comece a desenvolver habilidade de encontrar textos âncoras, você vai passar para o próximo nível da SEO.

O primeiro passo na seleção do texto âncora é descobrir o que você deseja fazer para alcançar seus objetivos.

Após escolhermos nossos textos âncoras, precisamos determinar qual a melhor forma de distribuí-los e observar o destino dos links dentro do seu nicho.

Veja como faz Matt Diggitty

Analise a concorrência

Muitos SEO comentam que a distribuição do texto âncora tem que ser o mais natural possível. E normalmente eles descrevem como algo assim.

50% de textos âncoras usando a marca / URL

Por exemplo, um texto âncora para a marca jogargolfe.com seria “Jogar Golfe”.

Esses textos âncoras da marca (brand) só se aplicam a sites que não são EMD (exact matching domain ou domínio de correspondência exata) / PMD (Partial matching domain ou Domínio de correspondência parcial).

Os textos âncoras da URL são variações simples das URLs tais como: jogargolfe.com, http:// com, www.jogargolfe.com, etc.

25% dos textos âncoras estariam em tópicos

Exemplo: “equipamento desportivo” seria uma âncora para um tópico para a palavra-chave “melhor driver de titânio”

10% das palavras-chave e dos textos âncoras seriam de cauda longa

Exemplos: melhor driver de titânio, o que é o driver de titânio superior, comprar driver de titânio on-line.

15% textos âncoras variados

Exemplos: Clique aqui, leia mais, visite o site, saiba mais etc.

Enquanto muitas pessoas aderem a esta ideia de que você precisa desta relação perfeita, considerando essa divisão de textos âncoras “natural”, isso simplesmente não é o caso.

O conselho de Matt Diggity que quando você fizer uma pesquisa para uma determinada palavra-chave, deve ter em mente que o Google mostra exatamente o que ele gosta de ver na SERP.

Faça uma pesquisa com a palavra-chave alvo e coloque seus resultados em uma ferramenta de backlinks como Majestic ou Ahrefs.

Aqui, e somente aqui, é onde você encontrará a distribuição dos textos âncoras que o Google está procurando.

Muitas vezes isso não parece nada com a distribuição dos textos âncoras, que é supostamente “natural”.

Esse caso em questão foi tirado do site do Matt.

Palavra-chave: “sell my car online

Como criar hyperlinks âncora

Sua estratégia para o texto âncora muitas vezes não acontece do jeito que você espera.

De acordo com Matt, em vários nichos em que ele atua, ocorreu a necessidade de insistir durante algum tempo, às vezes superior a um mês, para acertar o texto âncora e seus links de destino para atingir as primeiras posições do Google.

Encontre os textos âncora dos 5 primeiros sites ranqueados no Google

Matt utiliza os programas Majestic e Excel para descobrir as âncoras da concorrência.

  • Faça o download dos dados do Anchor Text do Majestic do site que está na primeira posição

Como criar texto âncora certeiro

  • Liste todos os tipos de textos âncoras

Devemos nos concentrar na coluna “Referring Domains” para evitar computarmos mais de uma vez os textos âncoras enviados a partir de um mesmo domínio.

Como criar ãncoras

  • Analise a distribuição do texto âncora para esse site criando um gráfico de pizza

Como criar e distribuir textos âncoras

  • Faça o mesmo para os sites que estão nas posições 2, 3, 4 e 5.
  • No gráfico abaixo, Matt mostra a distribuição média dos textos âncoras dos 5 melhores sites do nicho para a palavra chave escolhida.

Como criar textos âncoras final

Conclusão:

Agora que você conhece a proporção de texto âncora que o Google está procurando, é hora de começar sua campanha de construção de links através dos seus textos âncoras replicando essa mesma distribuição.

A única diferença é que você vai fazer muito melhor do que a concorrência.

No próximo artigo  de Matt Diggy ele nos mostra mais 6 técnicas sobre textos âncoras, isso permitirá que você melhore o target para seus links, aumentando suas chances de ultrapassar seus concorrentes.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.